Alunos da rede municipal atuam como agentes ambientais para diminuir a produção de lixo e prevenir doenças arboviroses

Publicado em 28 de novembro de 2019
CompartilheShare on FacebookTweet about this on Twitter

Os alunos da rede municipal de Apiaí estão atuando como agentes ambientais mirins. Essa iniciativa partiu da Sala de Situação – Prevenção e Controle de Arboviroses, em parceria com a Secretaria de Saúde e Educação e tem como objetivo fiscalizar e sensibilizar a população quanto as questões da coleta seletiva e o combate às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypt.

Essa ação capacita os alunos do ensino fundamental I e do Centro Municipal de Atendimento Especializado (CEMAE) para desempenharem o papel de agentes ambientais e fiscalizarem as residências ao redor das escolas. Para isso, os alunos receberam uma camiseta com o logo da iniciativa, um crachá para identificar o nome e a escola e um bloco de notas para notificar as famílias. Dessa forma, acredita-se que a população passará a contribuir com o meio ambiente e adotar as práticas de preservação e dos cuidados necessários para evitar a propagação de doenças.

Trabalho desenvolvido no município

A Sala de Situação é composta por representantes de diversos setores do poder público que trabalham com propostas para prevenir e controlar essas doenças. Essa ação também é desenvolvida pelos agentes comunitários que atuam de forma direta nas residências do município. Esse setor pertence à Secretaria de Saúde que vem trabalhando com a premissa máxima de desenvolvimento de ações de prevenção. De acordo com o Secretário de Saúde, Ricardo Leão, essa função pode ser desconhecida pela população, possivelmente, pela atuação eficiente. “Enquanto grande parte dos municípios tem enfrentado surtos ou até mesmo epidemias de doenças como dengue, sarampo e influenza, Apiaí tem passado à margem dessa realidade pelo trabalho eficiente da equipe de saúde e seus parceiros”, comenta o secretário.

Com base nesse trabalho, compreendendo o número de casos nos municípios vizinhos e a gravidade da situação, sentiu se a necessidade de unir uma ação entre a saúde e a educação para um resultado ainda mais eficiente. O projeto de agentes ambientais mirins visa esse efeito de sensibilização e trabalho em união, para a conscientização da população sobre os cuidados com o meio ambiente, destinação correta do lixo e o combate a doenças arboviroses.

Agradecemos e reconhecemos o comprometimento dos funcionários da Secretaria de Saúde, Educação e especialmente de todos os componentes da Sala de Situação pelo comprometimento e competência que tem garantido a segurança do nosso município.

Assessoria de Imprensa – Malu Martins