DESAFIANDO GIGANTES

Publicado em 5 de janeiro de 2019
CompartilheShare on FacebookTweet about this on Twitter

DESAFIANDO GIGANTES
O filme “Desafiando Gigantes”, de 2006, gira em torno do treinador Grant Taylor,  do time dos Águias. No entanto, sua situação não estava fácil. Seu time estava desmotivado e não conseguia ganhar sequer uma partida, seu carro estava em cacos, sua casa fedendo, sem sequer saber de onde vinha o mau cheiro. E pra piorar, descobre que sua mulher não pode engravidar porque ele era estéril.
Chegando de surpresa, descobre uma reunião secreta onde tramavam, juntamente com o seu treinador reserva a sua demissão, dizendo que ninguém mais acreditaria num perdedor como Grant.
Diante desta situação, Taylor desabafa com sua esposa, expondo todas as dificuldades e achando que aquele era o fim da linha. Sua esposa, uma mulher muito temente a Deus o acolhe em seus braços e ouve o seu desabafo.
Diante desta situação o treinador fez o mais ousado e inesperado, ao invés de procurar as pessoas que o queriam derrubá-lo, ele busca a Deus! Levanta numa madrugada e se derrama diante daquele que de fato pode transformar o mal em bem. Abre o seu coração!
Depois disso, mesmo em meio ao “caos” que estava vivendo, desenvolveu uma nova filosofia de vida baseada nas Escrituras. Ela serviria tanto para o time, como para qualquer um que desejasse aplicar em sua vida. Ela se baseava na seguinte tese: Farei o meu melhor e os resultados deixarei nas mãos de Deus. Perdendo ou ganhando louvarei ao Senhor!
Expõe esta nova ideologia aos seus jogadores que a princípio debocham, mas que com pouco tempo começam a compreender e colocar em prática. Para o espanto de todos, o time que era motivo de chacota começa a galgar degraus vitoriosos.
Resumindo, Grant descobre quais eram os gigantes a serem desafiados. A baixa autoestima, o desânimo o pessimismo e enfrentando-os não só ganha jogos, mas o bi-campeonato e torna-se modelo para os demais times.
Não sei qual é o seu gigante. Sei que todos nós temos os nossos. A diferença não está em quem tem ou não e sim em como cada um os enfrenta. Ficar acuados de nada ajuda, mas detectá-los e enfrentá-los com fé e determinação é o que fará a diferença.
É essa a posição que tomaremos com fé, confiança e muito trabalho, sabendo que colheremos saborosos frutos deste plantio. Este ano será um ano de trabalho e colheita, Confiamos e Deus e confiamos na gestão Luciano Polaczek e sua equipe. E que Deus nos direcione!

Alceu Jr – Assessor de Imprensa