Monsenhor Oscar comemora 100 anos com muita emoção

Publicado em 21 de outubro de 2016
CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Com a Igreja Matriz Santo Antonio lotada, teve início no último domingo (16), às 16h00, a missa comemorativa dos 100 anos do Monsenhor Oscar dos Santos Júnior, presidida por Dom José Moreira Melo, Bispo da Diocese de Itapeva, junto ao Bispo Coadjutor, Dom Arnaldo Carvalheiro Neto e Dom Fernando Legal, hoje Bispo emérito de São Miguel Paulista (foi Bispo da Diocese de Itapeva de 1980- 1985).

A missa contou com grande público, e uma grande parte de fieis que foram batizados ou tiveram o casamento realizado pelo Monsenhor Oscar, via-se a emoção por fazer parte da comemoração, passou 45 anos dedicando-se a paróquia. A estimativa foi de aproximadamente 2100 pessoas, e as ruas próximas a Igreja estavam tomadas de veículos e na praça muitos acompanhavam a missa ouvindo a caixa de som, pois, não haviam lugares dentro da igreja.

centenariocatolico2gO Bispo Dom Arnaldo lembrou uma benção que o Monsenhor lhe deu numa ocasião em que conversava, um solicitou a benção ao outro e cada um fez a sua. Afirmou ser uma obra poética e foi transcrita numa placa entregue no final da missa ao Monsenhor pelo padre Marco Antonio em nome da diocese, como lembrança da data. Também recitou o poema de Fernando Pessoa, afirmando que tudo vale a pena se a alma não é pequena, comparando as dificuldades dos pioneiros da navegação com a disposição para pregação do evangelho.

centenariocatolico3gO Bispo Dom José comentou que celebrar os 100 anos de vida é uma graça de Deus.  Dom Arnaldo afirmou que Monsenhor edificou a Igreja na região. Já Dom Fernando lembrou um fato inédito, conheceu o Monsenhor em 1980, a grande lembrança que guarda é de desapego, pois, quando precisavam ter em São Paulo um seminário para acolher os seminaristas de Itapeva que estudavam lá, Monsenhor Oscar se desfez de suas reservas para poder adquirir em São Paulo a residência.

Para organizar o evento, Aline Falcão Coelho, Dariane Ferreira Pingas, Renata Ribas Borges, começaram a trabalhar em junho, pesquisaram sobre os sacerdotes mais idosos, procuraram no Anuário Católico e com a CNBB, (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), viram que o Monsenhor é o terceiro padre mais velho do mundo e o único no Brasil.

O evento contou com a colaboração da diretora de Turismo de Apiaí, Lia Camargo, da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Meio Ambiente, dos funcionários do SAMU (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência), o apoio da Guarda Municipal de Apiaí e da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo).

centenariocatolico4gComo comentarista da missa José Melo, que auxiliou o Monsenhor durante muitos anos, sendo o seu sacristão, na programação o coral Santa Cecília. Foram feitas homenagens durante o ofertório, sendo levados “A Estola Vermelha”, muitas vezes usada por ele, uma gravura, pintada pelo saudoso Paulo Dante (Paulinho Teleco), que é capa do livro “As dificuldades do caminho testemunham a coragem do caminhante” e mais outros sete títulos escritos por ele, sendo o primeiro editado em 1976.

Seguindo as homenagens, o coral infantil da Catequese, cantou a música “Oh Happy Day”, que significa Que dia Feliz, ilustrando muito bem a tarde de domingo. O grupo de dança, formado pelos jovens da catequese, junto a música, preparou a coreografia.

centenariocatolico5gFoi lida uma carta escrita pelo governo do Estado de São Paulo, entregue flores, e claro, o bolo com as velinhas de 100 anos, trazidos pela Dona Nega, como é carinhosamente conhecida a responsável pela Pastoral da Acolhida, junto à Cristina Leme. Foram distribuídos quatro mil pedaços de bolo, confeccionados pela Pastoral da Acolhida e Projeto de Evangelização do SINE (Sistema Integral da Nova Evangelização).

centenariocatolico6gCompareceram familiares, amigos e diversos padres: Marco Antônio (Apiaí); Márcio (Barra do Chapéu); Paulo (Itaóca); Marcos Souza (filho de Apiaí), (de Itapirapuã Paulista); Adilson (Ribeira); Paulo Sérgio (filho de Apiaí), (de Cuiabá); Fernando Santamaria (filho de Apiaí), (de Cachoeira Paulista); Luiz Antônio Júnior (Guapiara); Pedro Martins (Guapiara); Padre João, (já foi pároco em Apiaí); José Maria (Itapeva- Nossa Senhora da Piedade); Reinaldo Cafundó (Chanceler do Bispado); Nazareno (Pároco emérito da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, Itapeva) e Diácono Marcelo.

Fizeram a cobertura, a PASCOM (Pastoral da Comunicação) da Diocese de Itapeva, que tem como responsáveis Olga e Francisco, a TV Tribuna (repórter Dione Aguiar) e TV Canção Nova, Rádio Cidade AM 1500 e Jornal O Expresso.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter