Espaço público de Apiaí é voltado para desenvolver atividades de educação ambiental

Publicado em 9 de abril de 2019
CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Localizado na Estrada Apiaí-Iporanga, nº 728, no bairro Palmital, o Centro Integrado de Estudos Multidisciplinares de Apiaí (CIEM) é um espaço de preservação ambiental de sete alqueires voltado para a educação ambiental. Nele, alunos do ensino fundamental ao superior recebem a oportunidade para passar um dia ou mais adquirindo conhecimento sobre biologia, geografia e geologia. Essas atividades acontecem desde  2005, ano que o espaço foi inaugurado.

Segundo o secretário do CIEM, o biólogo Alexandre Pereira de Oliveira, o local já foi cenário para exposições, produções de filmes e vernissages que é um evento cultural que reúne pintores, escultores e fotógrafos para expor uma obra ou mais. “Nós já tivemos a exposição Brasil 500 anos aqui, museu de réplicas, na época foi dado um curso de réplicas. Já tivemos vernissages, inauguração de livros, produção de filmes, e no decorrer desse tempo eu também fiz uma atividade de levar até os alunos um planetário de geociências”, explica Alexandre.

Neste ano, as atividades do CIEM contam principalmente com atividades sobre  construções  em  zonas de risco. No primeiro cômodo da casa principal que foi construída em 1940, há uma maquete muito realista de uma favela do Rio de Janeiro, a obra foi doada pelo artista plástico, Santiago Ribeiro. Por meio da apresentação dessa peça é que o responsável pelo CIEM conquista a atenção das crianças e faz uma palestra sobre áreas de risco e outras como resíduos sólidos e até mesmo coleta seletiva.

Além da maquete, os alunos podem visitar o museu de geologia que possui amostras de minérios e minerais de vários locais do Brasil. Dessa forma, é possível adquirir conhecimento com as reações químicas que são realizadas no local. No mesmo prédio há também a possibilidade de fazer o uso da biblioteca, que possui centenas de livros de história, geografia, ciência, biologia e outros. No ano passado, aproximadamente 20 escolas entre fundamental, médio, técnico e superior visitaram o espaço que tem como objetivo receber um número relativamente grande de alunos para conhecer as diversas atividades. “O objetivo do local é receber escolas, grupo  de alunos, entre vinte a quarenta e cinco, para que a gente possa fazer o roteiro. Nós temos um roteiro, de levar as crianças para conhecer a casa que tem uma estrutura construída em 1940, sendo a 1ª Usina Experimental de Chumbo do Estado de São Paulo, além de uma trilha interpretativa de 30 minutos”, explica o secretário.

A 1ª Usina Experimental de Chumbo do Estado de São Paulo foi inaugurada em 1940 e desativada em 1956. Até hoje há fragmentos da estrutura da fábrica e dos fornos usado na época. A usina fica alguns metros atrás da casa de apresentação do CIEM e é um espaço de grandes curiosidades, história e possibilidade para pesquisas.

Para alunos de outras cidades há a possibilidade de pernoitar no local. No próprio CIEM há dormitórios, banheiros e cozinha para esses alunos e professores. Para isso, é necessário um agendamento  e o pagamento de uma pequena taxa de manutenção. Segundo o secretário, isso é importante porque além dos alunos conhecerem todo o espaço do CIEM, eles podem também contribuir com o turismo do município. “Assim os alunos podem ter conhecimento de outras áreas também como o Morro do Ouro e a Casa do Artesão. A gente sempre os incentiva a fazerem um turismo voltado para educação, conhecimento”, diz.

Após a desativação da usina, que era administrada pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), passou-se a pertencer à prefeitura de Apiaí. A prefeitura possui um contrato de comodato de vinte e cinco anos com a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) que auxilia nas contrapartidas do trabalho socioambiental, além do desenvolvimento de atividades voltadas ao meio ambiente, turismo e geração de renda.

Para conhecer o Centro Integrado de Estudos Multidisciplinares é necessário que as próprias escolas ou instituições entrem em contato com o espaço através do número 3552-2421 e envie um ofício fazendo a solicitação da área e especificando o motivo da visita.

Assessoria de Imprensa

 

 

 

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter